Tudo começou no início dos anos de 1980, quando a família Kondo, formada por imigrantes japoneses, decidiu apostar no cultivo do alho roxo em uma pequena propriedade agrícola do interior de São Paulo. O Sítio Kondo, localizado em Guatapará, a 50 km de Ribeirão Preto, foi um dos primeiros no estado a cultivar a iguaria e pioneiro nacional a produzir o famoso alho japonês, conhecido pela comunidade gastronômica como o alho negro.

A ideia de produzir um ingrediente tão peculiar ao paladar brasileiro, em contrapartida ao popularíssimo alho roxo, partiu do patriarca da família Shiro Kondo, que acompanhou estudos e análises acadêmicas que apontavam os benefícios medicinais do alho negro para o organismo.

Foi em meados de 2010 que a Família deu início a uma pequena produção da iguaria, vendida a preço de custo às comunidades japonesas locais.

O produto foi carinhosamente batizado com Alho Negro do Sítio, por ser produzido no naturalmente no sítio da família Kondo.

O empreendimento foi crescendo e hoje está presente em quase todos os estados, em gôndolas de supermercados e empórios. Por conter propriedades medicinais, também é indicado em consultórios médicos e academias de todo o país.

Alho Negro do Sítio

A técnica de produção é totalmente natural, sem adição produtos químicos, e feita no próprio sítio. Fernando Kondo, engenheiro agrícola e administrador dos projetos da Família, explica que o alho negro é resultado de um processo natural de fermentação do alho roxo e contém centenas de antioxidantes e nutrientes que previnem doenças do sangue e até o câncer. Pela produção ser feita totalmente in loco, desde o plantio até a colheita, a segurança alimentar e qualidade do produto é garantida.

“Acreditamos que o processo começa muito antes: na escolha da melhor semente, no preparo de solo e nos tratos culturais apropriados para a sua propriedade”, comenta Fernando.

O alho negro possui a cor e textura de uma ameixa desidratada, tem sabor adocicado e não possui o cheiro e o ardor típico do alho tradicional. Para o organismo, ajuda a controlar a pressão arterial e a diminuir o colesterol.

Também funciona como alimento termogênico, contribuindo àqueles que desejam emagrecer. Possui antioxidantes que previnem o envelhecimento das células e que limpam o organismo. Tem propriedades antivirais e antifúngicas e combina com a maioria das receitas, sendo elas: massas, carnes, peixes e até sobremesas.


Tags:

Alho negro, Edição de Inverno, Feira Livre

Produtos:

Alho Negro descascado, Bulbos, Mostarda Dijon, Ghee, Geleia, Pimenta, Azeite